Programa Minha Casa Minha Vida: quais são as condições de financiamento - Seu Cartão
Pular para o conteúdo

Programa Minha Casa Minha Vida: quais são as condições de financiamento

    Desde o lançamento do Programa Minha Casa Minha Vida em 2009, a população brasileira ganhou mais uma alternativa para realizar o sonho de ter a casa própria.

    Este programa governamental oferece diversas condições de financiamento, com juros acessíveis e opções de parcelamento que cabem no bolso. Mas quais são as condições para acessar o financiamento pelo Minha Casa Minha Vida?

    Anúncios

    Neste artigo, vamos esclarecer todos os detalhes, prazos e requisitos para você realizar o sonho da casa própria.

    O que é o Programa Minha Casa Minha Vida?

    O Minha Casa Minha Vida é um programa habitacional do Governo Federal, desenvolvido para oferecer moradias para famílias com renda mensal de até R$ 7 mil, por meio de financiamentos com taxas de juros mais baixas.

    Anúncios

    Desde o lançamento do programa, mais de 5,5 milhões de famílias foram beneficiadas com a realização do sonho da casa própria, sendo que 80% dessas moradias foram destinadas a famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil.

    Quais as condições para acessar o financiamento pelo Minha Casa Minha Vida?

    Para acessar o financiamento pelo Minha Casa Minha Vida, é necessário que o interessado atenda a algumas condições, como:

    – Renda mensal compatível: o programa oferece diferentes faixas de renda, que variam de acordo com a região e o tipo de imóvel.

    Na faixa 1, por exemplo, destinada a famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil, o financiamento pode chegar a 100% do valor do imóvel, com parcelas a partir de R$ 80. As outras faixas são a 1,5, 2 e 3, que atendem famílias com renda mensal de até R$ 7 mil.

    CONFIRA  Crédito imobiliário: conheça os tipos de crédito disponíveis

    – Idade: é necessário ter mais de 18 anos ou ser emancipado para acessar o financiamento.

    – Não possuir outro imóvel no nome: o programa é destinado a pessoas que não tenham outro imóvel no nome, nem estejam financiando outro imóvel em qualquer lugar do país.

    – Não ter restrições de crédito: para acessar o financiamento, é necessário passar por uma análise de crédito.

    – Documentação em dia: ter todos os documentos em dia é importante para a aprovação do financiamento. É necessário apresentar RG, CPF, comprovante de renda, comprovante de residência, dentre outros documentos.

    Quais são as modalidades de financiamento do Minha Casa Minha Vida?

    O programa oferece diferentes modalidades de financiamento, a partir das faixas de renda, que podem variar de acordo com a região do país. No geral, as modalidades são:

    – Faixa 1: o financiamento pode chegar a até 100% do valor do imóvel, com subsídios que podem chegar a 90% do valor.

    – Faixa 1,5: o financiamento pode ser de até R$ 135 mil, com subsídios que podem chegar a R$ 47,5 mil.

    – Faixa 2: o financiamento pode ser de até R$ 215 mil, com subsídios que podem chegar a R$ 29 mil.

    – Faixa 3: o financiamento pode ser de até R$ 240 mil, com juros anuais que variam de 5% a 7%, dependendo da região do país.

    CONFIRA  Minha Casa Minha Vida Inscrições: Veja Como

    Quais as taxas de juros do Minha Casa Minha Vida?

    As taxas de juros do programa Minha Casa Minha Vida variam de acordo com a faixa de renda e a modalidade de financiamento.

    As taxas podem ser fixas ou variáveis. Na faixa 1, por exemplo, os juros são de 4,5% ao ano e os subsídios podem chegar a 90% do valor do imóvel.

    Na faixa 1,5, os juros são de 5% ao ano. Na faixa 2, a taxa é de 5,5% ao ano. E na faixa 3, que é destinada a famílias com renda mensal de até R$ 7 mil, os juros podem chegar a até 7% ao ano.

    Quais são os prazos para pagar o financiamento pelo Minha Casa Minha Vida?

    Os prazos para pagar o financiamento pelo Minha Casa Minha Vida também variam de acordo com a modalidade de financiamento.

    Na faixa 1, por exemplo, o prazo pode chegar a até 10 anos, com prestações mensais que variam de R$ 80 a R$ 270, dependendo da renda e da localização do imóvel.

    Na faixa 1,5, o prazo pode chegar a até 30 anos, com prestações que variam de R$ 672 a R$ 1.200.

    Na faixa 2, o prazo pode chegar a até 30 anos, com prestações que variam de R$ 1.010 a R$ 1.750.

    E na faixa 3, o prazo pode chegar a até 30 anos, com prestações que variam de acordo com a renda e a localidade do imóvel.

    CONFIRA  Casa própria: como planejar a compra

    Quais são as garantias exigidas pelo programa Minha Casa Minha Vida?

    Para acessar o financiamento pelo Minha Casa Minha Vida, o interessado precisa oferecer algumas garantias, seja por meio de fiadores, seguros ou alienação fiduciária do imóvel.

    – Fiadores: o programa permite que o interessado apresente um ou mais fiadores, que terão a responsabilidade de arcar com as prestações do financiamento, caso o titular não cumpra com suas obrigações.

    – Seguros: é possível contratar seguros de vida, invalidez permanente ou danos físicos ao imóvel, para garantir a quitação do financiamento em caso de imprevistos.

    – Alienação fiduciária: esta modalidade de garantia é utilizada para evitar a inadimplência, pois o imóvel fica em nome da instituição financeira até que todas as parcelas estejam quitadas.

    Conclusão

    O Programa Minha Casa Minha Vida é uma excelente opção para quem deseja realizar o sonho da casa própria, mas não tem condições de pagar prestações muito altas.

    Com juros mais acessíveis e prazos de pagamento que cabem no bolso, o programa possibilita que milhões de famílias brasileiras realizem o sonho de ter sua própria casa.

    No entanto, é importante atender aos requisitos e garantias exigidos pelo programa para que o financiamento seja aprovado.

    Com este guia completo, você já sabe todas as informações necessárias para acessar o financiamento pelo Minha Casa Minha Vida. Agora, é só iniciar o processo para conquistar sua tão sonhada casa própria.