fbpx

Como economizar no seu carrinho de compras

Aluguel, hipoteca, carro, filhos, recibos… E comida? O dia a dia de qualquer pessoa que se tornou independente muda radicalmente. Não falamos apenas sobre a nova maneira de viver ou a mudança de casa, mas sobre a quantidade de dinheiro que devemos gastar mensalmente para viver. A compra é uma das despesas mais surpreendentes, pois uma vez que você vai ao supermercado, nunca sabe quanto dinheiro vai gastar.

Além de tudo isso, é verdade que em algum mês algum tipo de evento imprevisto pode surgir, como conserto de carros ou uma avaria em nossa casa. Como a quantia de despesas fixas pode limitar muito o nosso dinheiro e longe de colocar as mãos na cabeça, uma solução é solicitar alguns dos empréstimos rápidos da Geru.

Dicas para ajudar no carrinho de compras

Como dizemos, o carrinho de compras é um orçamento que geralmente dispara e nunca é fixo. Dependendo do mês, das ofertas e do tipo de comida de cada família, o preço pode variar. No entanto, em média, uma família gasta cerca de R$500 por mês. Dependendo do número de pessoas da família, o preço será aumentado. No caso de haver crianças, educação, atividades extracurriculares ou roupas, eles podem tornar a experiência de preço um valor anual que pode se assemelhar ao custo de um carro.

Independentemente de tudo isso, cada comunidade autônoma tem uma despesa mensal diferente. Segundo diferentes estudos, os de classe média são os que mais investem no carrinho de compras, com R$600, e os que gastam menos são as pessoas que vivem em São Paulo, onde a média é de R$412 por mês. Esses dados são gerais, gastando mais ou menos vai depender de cada pessoa. Portanto, coletamos abaixo uma série de dicas úteis sobre como economizar no carrinho de compras.

O primeiro é escrever tudo o que você precisa em uma lista enquanto ela se esgota. Não é aconselhável acumular produtos na despensa ou na geladeira, pois existe a possibilidade de que eles expirem. Parece uma simplicidade, mas não é. Ir ao supermercado com o estômago cheio reduz consideravelmente os gastos com comida. Quando estamos com fome, gostamos de tudo o que vemos nas prateleiras dos alimentos, por isso acumulamos mais alimentos do que consumiremos mais tarde.

Outro truque é comparar preços. O mesmo produto, dependendo de uma marca ou de outra, o tornará mais ou menos econômico. O mesmo vale para ofertas. Aproveite as diferentes ofertas dos supermercados e compre cada produto onde quer que esteja em oferta, pois no final do mês você o apreciará. Outro truque que você talvez não saiba é comprar itens que estão na prateleira, pois serão mais baratos. Por outro lado, aproveite os cupons de desconto dos estabelecimentos e consuma produtos sazonais mais baratos.

Como última dica, não há maneira mais aconselhável de economizar em cozinhar do que em cozinhar. Comece tirando o livro de receitas e veja o que você pode cozinhar para congelá-lo e aproveitá-lo em vários dias. Somente então, você não poderá se afogar no final do mês e terá maior tranquilidade econômica.

Agradecemos por sua leitura em nosso site, temos outros artigos bem interessantes fique a vontate para ler e compartilhar com seus amigos.